1. Princípio da vida futura e da evolução para a unidade.

A razão da nossa existência é a vida futura

Quem somos nós? O que estamos fazendo no Planeta? Qual a finalidade da nossa vida? Dependendo de como respondemos a essas perguntas, nossa vida terá para nós um significado maior ou menor.

Aqueles que acreditam que a existência humana é puramente material ou que é mero produto do acaso, que o homem surgiu “do nada” e que voltará para “o nada”, pouca importância podem dar à própria vida.

Nós, no entanto, conscientes de que temos uma alma que sobrevive à morte do corpo físico, estamos convictos da existência de uma vida futura para a qual devemos nos preparar na expectativa de vivê-la plenamente. Assim, para nós, tudo tem um significado e uma importância que nos dá um motivo para lutarmos pela nossa autotransformação. Sem a convicção na existência de uma vida futura, (não importa o nome que lhe damos (céu, paraíso, vida espiritual), a vida terrena não faria o menor sentido.

Para quê então, vivemos a vida corpórea?

O Supremo Pai, criou-nos simples e ignorantes para que, lutando pela nossa sobrevivência, trabalhando, relacionando-nos uns com os outros, autotransformando-nos, pudéssemos evoluir por nossos próprios méritos até a angelitude e a UNIDADE.

Mas o que é a UNIDADE e em que condições ela se processa?

Trata-se de nos conscientizarmos de que toda a criação divina, do átomo ao ser humano, forma um todo com o Criador. Portanto, somos todos um.

Em oração, disse o Mestre ao Criador:

“E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um. Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em UNIDADE…” Jesus (João 17:22 e 23)

O Espiritismo, por sua vez nos diz que a Unidade é o objetivo e finalidade do Espírito (Kardec, O Livro dos Espíritos, Q. 665). Assim, se desde sempre, toda a criação divina já é UNA com o Pai, por vontade Dele, necessário é que todos se mantenham nesta UNIDADE, conscientemente, por opção própria (livre-arbítrio), como fruto do seu próprio esforço de autotransformação e de harmonização com as Leis divinas. E o que vai nos levar à UNIDADE consciente é a capacidade de amar incondicionalmente

Por isso, a Lei do Progresso não existe apenas para o homem, mas para toda a criação divina. Evoluem os minerais, as plantas, os animais, o homem, os planetas, o Universo, tudo, enfim, caminhando para a Unidade na vivência do Amor universal e incondicional. Essa é a nossa vida futura.

O que vocês entenderam deste principio?

Deixe o seu comentário e vamos enriquecer ainda mais os nossos debates.

Fechar Menu